Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Pobr€za das Naçõ€s

A Pobr€za das Naçõ€s

Duelo centenário: Keynes Vs Hayek

"Duas filosofias, duas visões, dois planos....uma só realidade"

No que às políticas, filosofias e ciclos económicos diz respeito, existem dois nomes totalmente incontornáveis, cujas ideologias, escolas e visões se opuseram, dividindo toda a comunidade académica, política e económica ao longo dos séculos. 

Por um lado Keynes, defendeu que os mercados deveriam ser controlados por um estado que interviesse activamente na economia. Assim, o crescimento económico deveria ser suportado por políticas do lado da procura e assentes na despesa pública. Com a sua obra "Teoria Geral do Juro e da Moeda"(1936), Keynes mudou a concepção de toda teoria economica, e alertou para uma das principais ameaças com que a sociedade se deparava, a imprevisibilidade dos mercado ("Animal Spirits").

Por outro lado, Friedrich Hayek com a sua principal obra "O caminho da Servidão" (1944) representou toda a escola austríaca, que viria a resultar na "corrente clássica". Esta opunha-se veemente ás ditas políticas Keynesianas, devido às consequencias que estas geravam no médio e longo prazo. Segundo Hayek, a economia deveria seguir a lei dos mercados, acreditando que estes deveriam flutuar livremente. Assim, as crises que deles advieram, teriam o seu epicentro nas baixas taxas de juro praticadas. Hayek viria a receber em 1974 o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel.

Melhor que discrições exaustivas e monótonas relativamente a esta temática, deixo-vos com duas partes de um vídeo elaborado pela Econstories, que alegre, satírica e musicalmente (ideal para estudantes que iniciam os seus estudos na ciência económica) explicam de forma "suis generis" (e a meu ver, muito feliz) este duelo centenário.


    

 

 

 PS: Desenvolvido por Samuelson e Hicks no período pós-guerra, nasceu uma nova vertente que procura acomodar as duas visões, a Síntese Neoclássica (ou ortodoxa). Esta consiste numa análise Keynesiana da macro, e neoclássica da microeconomia. (para aprofundar os seus conhecimentos clique Aqui - Drumond,C. & Jesus,C.).